segunda-feira, 25 de julho de 2011

A volta...

... " Estou de volta pro meu aconchego, trazendo na mala bastante saudade..."

Foi muito bom enquanto durou, mas já estou de volta, ainda de férias, curtindo minha casa, meu esposo, dormindo à tarde, fazendo comidinhas, vendo TV, frequente na internet, lendo revistas fúteis, tentando continuar a leitura de um livro parado à bastante tempo (eu sou assim mesmo, paro a leitura e posso continuar até meses depois, não me perco). Enfim, estou curtindo (há quase 2 meses curtindo... hehehe).  


Bjs, 

segunda-feira, 18 de julho de 2011

Férias...


Gente, peraí... vou viajar uma semaninha porque ninguém é de ferro. Vou ali ser feliz (ou melhor continuar feliz) e já volto tá?

Até a volta!

Bjs,

quinta-feira, 7 de julho de 2011

Saudades...

"Sentimos saudade de certos momentos da nossa vida e de certos momentos de pessoas que passaram por ela."
Carlos Drummond de Andrade

Esse post de hoje dedico aos meus alunos, que agora ex- alunos, pois a convivência foi intensa, foi boa, foi alegre (claro, já teve momentos difíceis também!)
A todos vocês, meus alunos, cito a frase de Carlos Drummond de Andrade acima.
Saibam que marcaram a minha vida e com certeza, eu devo ter ensinado um pouco menos em relação ao que aprendi com cada um de vocês. Vocês fizeram (e fazem parte da MINHA HISTÓRIA), e vou guardar com carinho cada sorriso, cada brincadeira, cada abraço, cada cartinha, a amizade e espero de coração que vocês entendam que ninguém é insubstituivél, mas existem aqueles que são inesquecíveis.

Torço muito por vocês! Sucesso na caminhada da vida!





Bjs,

Fernanda 

Imperfeição...

Gente, eu acho que escrevo para pessoas esclarecidas. E sendo assim, espero que estejam acompanhando as aberrações que têm acontecido na educação (minha área), na polícia, na saúde. Meu Deus, tem tantos absurdos acontecendo em relação a isso tudo e parece que a sociedade não está percebendo! Será que 5, 6 mil profissionais da educação marchando pelas ruas de Belo Horizonte pedindo cumprimento de uma lei federal, as escolas paradas (tudo bem, essa situação pode não afetar alguns, que tem condições de estudar em escolas particulares), mas a sociedade parece estar cega, ninguém faz nada, ninguém fala nada, ninguém vai paras as ruas lutar conosco, clamar por justiça, pelo contrário, recebemos muitas críticas... Gente, esse país é nosso! E QUE PAÍS É ESSE?

Povo acorde!!!! Vamos lutar juntos! Sociedade, acorde!!!! Ajudem a pressionar o governo a cumpri as leis!
Caso contrário, essa Minas Gerais, irá para o buraco com esse PSDB e essa nação terá, a qualquer hora a Constituição rasgada literalmente, pois por debaixo dos panos, ela já esta picotada. 

Em relação às escolas particulares, a cobrança deve ser a mesma. Exijam QUALIDADE NA EDUCAÇÃO. Não se deve permitir que interesses particulares, críticas pedagógicas muitas vezes não aceitas, um verdadeiro "jogo de cartas marcadas" prevaleçam nesse meio. Eu, enquanto educadora, EXIJO, que sempre prevaleça o bom senso, a capacidade de diferenciar competência de "apadrinhamento", que o lado pessoal jamais supere o profissional. A sociedade também deve ficar atenta a isso. A educação de crianças, adolescentes e jovens corre o risco de ser banalizada em qualquer lugar. Dificilmente acontecem paralisações ou greves na rede privada de ensino. Mas não podemos deixar de ficar atentos, pois acontece sim,  "paralisações" do conhecimento, da ética, da moral e do respeito.

Bom esse é um desabafo de uma professora indignada com toda essa atrocidade acontecendo por aqui e "cumplicidade" da sociedade.

Poderia postar a música "Que país é esse?", mas resolvi postar outra, que fala mais alto nesse momento, por favor reflitam a letra:




Perfeição

Renato Russo

Vamos celebrar a estupidez humana
A estupidez de todas as nações
O meu país e sua corja de assassinos
Covardes, estupradores e ladrões
Vamos celebrar a estupidez do povo
Nossa polícia e televisão
Vamos celebrar nosso governo
E nosso estado, que não é nação
Celebrar a juventude sem escola
As crianças mortas
Celebrar nossa desunião
Vamos celebrar eros e thanatos
Persephone e hades
Vamos celebrar nossa tristeza
Vamos celebrar nossa vaidade
Vamos comemorar como idiotas
A cada fevereiro e feriado
Todos os mortos nas estradas
Os mortos por falta de hospitais
Vamos celebrar nossa justiça
A ganância e difamação
Vamos celebrar os preconceitos
O voto dos analfabetos
Comemorar a água podre
E todos os impostos
Queimadas, mentiras e seqüestros
Nosso castelo de cartas marcadas
O trabalho escravo
Nosso pequeno universo
Toda hipocrisia e toda afetação
Todo roubo e toda indiferença
Vamos celebrar epidemias:
É a festa da torcida campeã
Vamos celebrar a fome
Não ter a quem ouvir
Não se ter a quem amar
Vamos alimentar o que é maldade
Vamos machucar o coração
Vamos celebrar nossa bandeira
Nosso passado de absurdos gloriosos
Tudo o que é gratuito e feio
Tudo o que é normal
Vamos cantar juntos o hino nacional
(a lágrima é verdadeira)
Vamos celebrar nossa saudade
E comemorar a nossa solidão
Vamos festejar a inveja
A intolerância e a incompreensão
Vamos festejar a violência
E esquecer a nossa gente
Que trabalhou honestamente a vida inteira
E agora não tem mais direito a nada
Vamos celebrar a aberração
De toda a nossa falta de bom senso
Nosso descaso por educação
Vamos celebrar o horror
De tudo isso - com festa, velório e caixão
Está tudo morto e enterrado agora
Já que também não podemos celebrar
A estupidez de quem cantou esta canção
Venha meu coração está com pressa
Quando a esperança está dispersa
Só a verdade me liberta
Chega de maldade e ilusão
Venha, o amor tem sempre a porta aberta
E vem chegando a primavera
Nosso futuro recomeça:
Venha, que o que vem é perfeição.

Bjs,

segunda-feira, 4 de julho de 2011

Eu sei em quem tenho crido...

"O choro pode durar uma noite, mas a alegria vem pela manhã" (Salmos 5:30).

Às vezes essa "noite" são dias, meses ou até anos. Mas temos um Deus fiel e misericordioso que quando achamos que não dá mais, que a vida é injusta, que já não aguentamos mais esse mundo, lá vem Ele, Deus forte, El Shaday (Deus todo poderoso- Gênesis 28:3),
  Jeovah Tsidkenu - (O Senhor é a minha justiça-  Jeremias 23:6) e estende Suas mãos pra nos ajudar.
Essa música que vou postar aqui, fala muito ao meu coração, todas às vezes que estou aflita, eu lembro de um verso especial: "Se o mar me submergir as tua mão, me traz à tona pra respirar, e me faz andar  sobre as águas".
Gente, é bom demais saber que temos um Deus que nunca nos abandona, e Ele age de diversas formas para nos "trazer à tona": Ele fala ao nosso coração através da leitura da Bíblia e da oração, ele usa pessoas pra falar conosco (fiz um post dando testemunho próprio, porque vou confessar, euzinha aqui tinha um certo, digamos, "preconceito" com esse tipo de coisa, mas quando acontece com a gente e sentimos a presença e a paz de Deus, todo preconceito ligado à religiosidades caí por terra, porque Deus age como Ele quer e do jeito que Ele quer!), Ele levanta amigos verdadeiros para nos estender as mãos, aproxima pessoas sábias para nos aconselhar, enfim, Ele age! Deus age quando vê seu filho(a) amado(a) sofrendo. Não que a angústia passará imediatamente ou que a resposta virá logo (tudo pode demorar anos! O tempo de Deus é tão diferente do nosso! Ele atemporal!), mas Ele age e nos leva à tona para respirar, fortalece nossas forças e nos ajuda a continuar a caminhada.

A vida é fácil? ÔÔÔ.... Quão difícil ela é... mas quem tem Deus pode em meios às lágrimas abrir um belo sorriso. Ele permite! Ele proporciona.

Deus, obrigada por ser o Senhor da minha vida. Tudo o que tenho, tudo o que sou, tudo o que eu vier a ser, vem de Ti senhor.

Bjs e não deixem de ouvir essa música tão linda!




video

Sobre as Águas

Toque No Altar

Composição: Soraya Moraes
Se o sol se por
E a noite chegar
Tu és quem me guia
Se a tempestade me alcançar
Tu és meu abrigo
Se o mar me submergir
A tua mão
Me traz a tona pra respirar
E me faz andar
Sobre as águas
Tu és o Deus da minha salvação
És o meu dono da minha paixão
Minha canção e o meu louvor
Ale lu ia,Ale lu ia (8x)
Se o mar me submergir
A tua mão
Me traz a tona pra respirar
E me faz andar
Sobre as águas
Tu és o Deus da minha salvação
És o meu dono da minha paixão
Minha canção e o meu louvor
És o meu louvor