sexta-feira, 18 de maio de 2012

É preciso saber viver..

E nessa montanha russa que a vida é, temos que aprender a lidar com os altos e baixos.
Não ter medo das mudanças, mas não mudar por alguém ou para alguém, mas sim quando for necessário. E isso é algo que o coração intuí.
Aprender que vamos nos decepcionar sempre. Mas que também decepcionamos os outros.
Não criar expectativas, deixar o rio fazer seu curso. Ele é sábio. Ele é a vida... e sempre que precisar, ele fará a curva perfeita.
Aceitar que a gente pode gostar das pessoas, mas que isso pode não ser recíproco. E parar de uma vez por todas de sofrer com isso. O amor próprio é o primeiro passo para amar o próximo. É doído querer o carinho, atenção de alguns e não receber. A gente se desdobrar na tentativa de tentar agradar, mas se a outra parte não faz questão, não adianta. Com o coração partido, precisamos aceitar. E ver que não é o fim do mundo. Enquanto a gente implora pela atenção e consideração de alguns, deixamos passar muitas pessoas que valeriam muito mais a pena. Não olhamos ao nosso redor. E quantas pessoas incríveis passam despercebidas enquanto estamos na tentativa de cativar quem não se deixa cativar. 
Ver que esse mundo cor-de-rosa é ilusão. Não existe esse mundo sem dores, sem angústias, sem atropelos. Ele pode até existir em nossos sonhos, mas vivemos em um mundo real, que vai nos trazer alegrias e dissabores.
Eu nunca vou deixar de ser eu mesma, mesmo quando quero agradar a alguem. Mas há algo de interessante, que tenho analisado: deve haver algo em mim que atraí pessoas com institntos protetores seja lá onde eu for. Pessoas que passam a "cuidar" de mim, me defender, me proteger. Pode ser que eu tenha um quê de carência tão forte na alma, que reflete na voz, no sorrios, no olhar. E eu sou grata a Deus por isso. Onde eu vou, sempre há alguém que se dispõe, por vontade própria, a zelar e cuidar de mim. São anjos que Deus coloca em meu caminho.
E a vida, com todas as alegrias e tristezas que traz, é curta e efêmera. Eu sei que gasto muita parte do meu tempo me queixando de algo... mas se eu parar para pensar, eu sou muito feliz, abençoada e não reconheço. Tenho tudo que uma pessoa almeja, e isso me deixa até envergonhada diante da minha ingratidão e da fidelidade de Deus.
Enfim, um dia nunca é como o outro. Sempre haverá dias escuros, dias cinzas e dias coloridos. Cabe a nós escolher o tom.  
E para encerrar, é importante tirar de nossas vidas tudo o que nos coloca para baixo, nos magoa, nos decepciona. Claro que deve haver perdão. Mas se algo ou alguém não está te deixando feliz, está te magoando, entristecendo, decepcionando, por mais que doa, não há outra alternativa: deletar. E assim abrir caminhos para tudo e todos que nos fazem bem. Se algo ou alguém qeu a gente gostava simplemesmente saí da nossa vida sem se despedir e nos deixa com lágrimas no coração, vamos tentar entender que iso foi uma estratégia de Deus, um livramento. O mundo está cheio de gente boa e são esses que devemos atraír.
E como diz um velho dito: "Decepção não mata (chega perto, kkkk), mas ensina a viver...

Bjs,

2 comentários:

  1. Lindo!!!!
    Concordo em número, gênero e grau.

    Renata

    ResponderExcluir
  2. Olá Renata!

    Obrigada! Volte mais vezes!

    Bjs,

    ResponderExcluir